C0NVERSA NO JARDIM

Qual o nome da avó? Junte as primeiras letras das flores ímpares, desvende esse enigma e envie a resposta ao WhatsApp 99735 0611. A avó, com nome de flor, morava em uma casa centenária no centro da cidade. Apesar das intempéries, o imóvel mantinha impecáveis as paredes de suaves tons de rosa, as portas e … Ler maisC0NVERSA NO JARDIM

O QUE TEM DENTRO DA CAIXINHA?

Gratidão é uma palavra pequenininha para expressar o que sinto pelos alunos da Professora Catarina e por ela também. O Portal R3, do meu grande amigo Luis Cláudio Antunes, publicou matéria sobre a parceria da Escola Mário Bonotti e jornal Tribuna do Norte. Imperdível! O Proseando de hoje traz mais um desafio. O que tem … Ler maisO QUE TEM DENTRO DA CAIXINHA?

Língua comprida

Luiz Felipe tinha olhos azuis e cabelos encaracolados. Poderia ser confundido com um anjo se não tivesse aquela mania feia de mostrar a língua a todo mundo. Bastava olhá-lo que ele mostrava a língua. No almoço ou no jantar, o menino olhava o prato e, adivinhe? Mostrava a língua, mesmo que fosse um de seus … Ler maisLíngua comprida

QUEM NÃO DEVE NÃO TREME

Depois de vários anos na penúria, ele ganhou uma bolada no jogo de bicho, graças ao sonho persistente com o cunhado. Deu burro na cabeça. Assim que chegou com os bolsos recheados, pediu à esposa que parasse de cerzir sua cueca furada, à filha que deixasse o banheiro para limpar depois e ao filho que jogasse fora a comida de anteontem. — Iremos … Ler maisQUEM NÃO DEVE NÃO TREME

A CASA DO RELOJOEIRO

O Proseando de hoje é um pequeno gesto de carinho aos alunos da Professora Catarina, da Escola Municipal Padre Mário Antônio Bonotti. Essa galerinha, que mora em meu coração, participa de praticamente todas as edições do Proseando. Na última edição, por exemplo, sob a regência da Professora, desenvolveram atividades com massinha, baseadas no texto. Todos … Ler maisA CASA DO RELOJOEIRO

O Dia da Caça

Não teve filhos. Não porque não quisesse. Queria. Era o seu maior sonho. A culpa era de um sei-lá-o-quê de nascença que o impedia de procriar. Chegou a ser submetido a cirurgias, mas não adiantou. Milagre, só Deus. Namorou algumas vezes. Chegou a estar noivo. Mas nunca experimentou o contato pleno. — Só depois do … Ler maisO Dia da Caça

Cada uma

Conduziu-se na cadeira de rodas até a mesinha onde ficava o telefone, aquele de discagem, modelo antigo. A esposa ajeitava os óculos na ponta do nariz para reiniciar o tricô. A décima netinha, que nasceria no próximo inverno, ganharia um vestidinho rosa. Ele estava eufórico. Encontrara, num papelzinho entre documentos antigos, o número de telefone … Ler maisCada uma

O PODER DAS FLORES

Que tipo de ser era o casal de velhinhos? Dicas: No terceiro parágrafo, na primeira frase, a primeira sílaba do adjetivo de casal. Onde as barbas tocavam? Primeira sílaba. Enviem a resposta ao WhatsApp: 99735 0611. Havia uma cidadezinhaonde todos os moradores viviam de mau humor. Vizinho falava mal de vizinho.Cachorros mordiam cachorros. Comerciantes gritavam … Ler maisO PODER DAS FLORES

O INSTRUMENTO DO AMOR

Querida leitora, querido leitor. Quem consegue me dizer qual o instrumento dessa prosa? Respostas ao WhatsApp: 99735 0611 Ela sempre mergulhava no fundo da memória e me dizia que era um pinguinho de gente quando o pai a levou para assistir a apresentação de um quarteto de cordas. Eu já conheço essa história de cor … Ler maisO INSTRUMENTO DO AMOR

OS FILHOS DO REI

Shing Ling era um sábio rei em terras remotas, localizadas depois da terceira montanha amarela. Seu palácio era tão imenso que, quem nele entrasse, levaria meses para percorrê-lo. Também possuía torres altíssimas onde a lua, de vez em quando, se enroscava. E era o rei quem, carinhosamente, a libertava. O monarca tinha filhos gêmeos: Shing … Ler maisOS FILHOS DO REI

ZOO-LÓGICO?

Você consegue decifrar o enigma no texto? Envie-me a resposta: WhatsApp – 99735 0611 Minha avó é uma velhinha engruvinhada que usa óculos fundo de garrafa, par de tênis conga — relíquia da juventude —, meia soquete, bermudinha rosa e blusa branca com estampa da mulher maravilha. Todo mês pinta os cabelos com cores bizarras. Mês … Ler maisZOO-LÓGICO?

PLANETA ZERO-TRÊS

O planeta zero-três estava em desordem. As florestas sofriam com o avanço das pastagens e da ganância imobiliária. Árvores-meninas e seculares foram substituídas pela pecuária. Arranha-céus e outras construções expulsaram arvoredos e todo tipo de vegetação. As indústrias cuspiam veneno nos ares e rios. Os seres que se autodenominavam racionais praticavam ações cada vez mais … Ler maisPLANETA ZERO-TRÊS