Ação contra a mendicância acontece durante todo o mês de abril

A Secretaria de Assistência Social de Pindamonhangaba realizou, na manhã desse sábado (6), na Praça Monsenhor Marcondes, a abertura da campanha contra a mendicância (o ato de mendigar), que segue durante todo o mês de abril. A ação contou com conscientização por meio de panfletagem e “pedágio”. A intenção é conscientizar a população da cidade contra a mendicância, e consequentemente fazer com que menos pessoas estejam no município pedindo esmola.
De acordo com levantamento da Secretaria de Assistência Social, aproximadamente 80% das pessoas que pedem esmola na cidade, na verdade não são residentes de Pindamonhangaba e o fluxo de pessoas que praticam este ato é maior em datas próximas ao pagamento.
Para a realização desta campanha, a Secretaria de Assistência Social esteve em reunião com os órgãos Conselho Municipal de Assistência Social, a Policia Militar, além da Secretaria de Segurança Pública da cidade. Participaram da ação na Praça Monsenhor Marcondes a entidade Jataí, Conselho de Assistência Social, Conselho Tutelar e Conselho dos Direitos da Criança e do Adolescente, além da equipe da Secretaria de Assistência Social.
“A campanha foi muito produtiva pois estivemos em contato direto com a população distribuindo panfletos nos semáforos e a maioria das pessoas posicionou se de forma apoiadora a nossa iniciativa”, avaliou a secretária Ana Paula. “Esta campanha é um primeiro passo para a conscientização da população de que dar esmolas gera dependência nessas pessoas e não resolve o problema de fato que é dar a essas pessoas a oportunidade de acesso aos serviços a que têm direito”, explicou.
A secretária de Assistência Social, Ana Paula Miranda alerta ainda para outro agravante que é o uso de crianças para a sensibilização da comunidade, além de expor a criança em situação de risco social e de violação de direitos, com atos que infringem os Direitos da Criança e do Adolescente.
A Secretaria de Assistência Social de Pindamonhangaba está engajada em atendimentos às pessoas que se encontram em situação de vulnerabilidade social e possui Cras (Centro de Referência de Assistência Social) distribuídos em diversos pontos da cidade. Mais informações podem ser adquiridas pelo telefone 3643-1609, ou no prédio da Assistência Social que fica na rua Euclides de Figueiredo, 94 – Alto do Cardoso.

Desenvolvido por CMC Multimídia
Tamanho da fonte
Modo Contraste