Campanha de Vacinação contra Influenza começa amanhã

Colaborou com o texto: Bruna Silva
***
A Secretaria de Saúde de Pindamonhangaba inicia, nesta quarta-feira (10), a Campanha de Vacinação contra a Influenza (gripe). O período de vacinação irá até o dia 31 de maio, e o dia “D”, dia em que se intensifica a campanha, será no dia 4 de maio.
De acordo com o Departamento de Proteção a Riscos e Agravos à Saúde, a Influenza é uma doença respiratória infecciosa de origem viral, que pode levar a óbito. Especialmente nas pessoas que apresentam fatores ou condições de risco para as complicações da infecção (crianças menores de seis anos de idade, gestantes, adultos com 60 anos ou mais, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais).
“Manifesta-se comumente como uma síndrome gripal com súbito de febre, cefaleia, dor muscular, tosse, dor de garganta e fadiga. Em casos mais graves, geralmente, há dificuldades respiratória combinado com hospitalização”, comenta o diretor do Departamento de Proteção a Riscos e Agravos à Saúde, Rafael Lamana.
Ele destaca ainda que a redução das complicações, as internações e a mortalidade decorrente da infecção se dá com a vacinação, com exceção a pessoas com detém alergia severa a proteína do ovo, e adoção de etiquetas respiratórias.
Segundo estudos em unidades sentinelas do Ministério da Saúde, ao todo são 252 em território nacional, foi comprovado que há circulação de três tipos de vírus. Por esta razão, a vacina fornecida será a “trivalente” que fornece imunização aos vírus Influenza subtipos A (H1N1; H3N2) e subtipo B vírus respiratórios (VSR, Parainfluenza e Adenovirus).
No último ano, em Pindamonhangaba, houve a imunização de 28.642 pessoas (88,96%) da meta, 32.196 indivíduos. E aconteceram três óbitos, sendo um pelo subtipo H1N1, dois por influenza sazonal.
Para 2019 a meta é vacinar aproximadamente 42.500 e se iniciará com o grupo prioritário, nos períodos de 10 a 19 de abril: crianças menores que seis anos de idade, gestantes, mulheres que deram à luz no período de 45 dias após o parto. A partir de 22 de abril a 31 de maio: trabalhador da área da saúde, professores, povos indígenas, indivíduos com 60 anos ou mais, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional, pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais.
As vacinas serão disponibilizadas em todos os postos de vacinação municipal de segunda a sexta-feira, no horário de atendimento que é das 8 às 11h30, e das 13 às 16h30. Já no dia “D” serão oito pontos disponíveis: Araretama II, Bem Viver, Cidade Nova, Castolira, Ciaf, Cisas, Terra dos Ipês II das 8 às 16h30. Além da vacinação na Praça Monsenhor Marcondes das 7 às 16 horas.
Lamana reforça que neste momento, também ocorrerá a atualização da Caderneta de Vacinação do Calendário Nacional de Vacinação.

  • Para 2019, a meta é vacinar aproximadamente 42.500, com início pelo grupo prioritário, nos períodos de 10 a 19 de abril
Desenvolvido por CMC Multimídia
Tamanho da fonte
Modo Contraste