Centro universitário oferece cursos de extensão gratuitamente pela internet

Com o objetivo de desenvolver um olhar crítico e responsável sobre a sociedade, o Centro Universitário Internacional Uninter promove cursos de extensão gratuitos ao longo de todo o ano. São cinco módulos temáticos. O primeiro vai do dia 15 ao dia de 18 de abril e aborda o empoderamento feminino. Os cursos são gratuitos e abertos a toda a comunidade, com especialistas de diferentes áreas.
As aulas serão transmitidas para todo o país por meio do Ambiente Virtual de Aprendizado Univirtus, onde os inscritos poderão interagir com os professores em tempo real. As gravações ficarão disponíveis por 72 horas. Os participantes devidamente inscritos recebem certificação de 30 horas após assistir a todas as palestras do tema e obter nota igual ou superior a 70 no questionário final. As inscrições podem ser realizadas pelo site da Uninter.
Essa é a segunda edição desse circuito de palestras e cursos, promovido pelo programa Educação e Cidadania da Uninter. Em 2018, mais de 94 mil alunos em todo o País participaram dos debates.
“Nosso objetivo é informar e conscientizar a comunidade sobre temas que ajudam na concretização da cidadania. As pessoas precisam estar a par do que está sendo discutido na sociedade e refletir criticamente sobre esses assuntos, desenvolvendo sua própria opinião”, explica a professora Dinamara Machado, diretora da Escola Superior de Educação da Uninter.
Os temas foram inspirados pelos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável acordados pelas Nações Unidas em 2015 e por ações da Associação Internacional das Cidades Educadoras (AICE). Nos próximos meses, serão abordados: aprendizagem ao longo da vida e novos cenários educacionais, promoção de um mundo e vida saudáveis, desenvolvimento tecnológico e cidadania, e as possibilidades de compreensão da sociedade.
“Este projeto está voltado para a compreensão da realidade e da reflexão sobre os acontecimentos do cotidiano. Estar ciente dos vários aspectos sociais, culturais e acadêmicos da sociedade é papel de todos, sejam professores, alunos ou outros cidadãos”, defende a professora Christiane Kaminski, coordenadora do Programa Educação e Cidadania.

Desenvolvido por CMC Multimídia
Tamanho da fonte
Modo Contraste