Editorial : Desenvolvimento educacional

Com o objetivo de iniciar, progressivamente, a oferta de vagas de estudo em tempo integral nas escolas municipais, a Secretaria de Educação e Cultura promoveu uma reunião para as professoras das unidades que receberão o projeto-piloto de contraturno escolar.

A proposta é oferecer atividades de reforço escolar de português e matemática e oficinas culturais, fora do horário regular das aulas, visando o desenvolvimento das crianças.

O serviço de contraturno poderá ter carga horária de 15 horas ou 6 horas para cada aluno, distribuídas ao longo da semana, podendo ser entre ‘Reforço Escolar’ ou ‘Oficinas Culturais’. O atendimento e a disponibilidade das vagas obedecem aos critérios de seleção, e o projeto é resultado de um chamamento público feito pela Secretaria de Educação para o atendimento de mais de 1.000 crianças matriculadas na Rede Municipal.

A previsão é que as atividades tenham início no dia 18 de junho nas escolas contempladas com o projeto-piloto.

Que este seja mais um passo rumo ao desenvolvimento educacional de qualidade, com ações transformadoras e exercício de cidadania!

Desenvolvido por CMC Multimídia
Tamanho da fonte
Modo Contraste