Lembranças Literárias : Duas Pérolas

Veio uma gota do céu
e disse à gota de pranto:
“- Que vale teu doce encanto,
comparado com o meu?

Eu venho d’entre vapores
celestes do firmamento,
trazer vida e alento
às suavíssimas flores.”

E com sarcasmo profundo
disse a lágrima sem pejo:
“- Eu, com a esperança rejo
as sagradas leis do mundo,

Tu reclinada no véu
que a branca nuvem encerra,
tu desces do céu à terra;
eu subo da terra ao céu!”

 

Poema republicado no jornal Tribuna do Norte, em seu primeiro ano de existência, (não trazia o nome do autor) com a seguinte referência: “Com o título ‘Duas Perólas’ e a indicação de traduzido do espanhol, publicou-se em um jornal da Corte (no caso, o Rio de Janeiro) a mimosa poesia que segue…”

banner_acessoainformacoes
banner_portaldatransparencia
banner-prefeitura
banner-fundacao
banner-anuncie-aqui
banner-facebook
Desenvolvido por CMC Multimídia
Font Resize
Modo Contraste