Editorial : Ele voltou com tudo

“A vida simples, os versos, as flores, os doces e as lições de vida de Cora Coralina estão impressos nesta singela homenagem à poetisa goiana Ana Lins dos Guimarães Peixoto Brêtas”. Este é um dos trechos da sinopse da peça “Cora, Doce Poesia”.

Sim! Estamos falando de Feste novamente. Porque ele encanta. Porque ele junta. Porque ele faz rir. Porque ele faz pensar. Porque ele é necessário para a cultura do município.

A 39ª edição do Festival Nacional de Teatro de Pindamonhangaba vai até o dia 19 de novembro em diversos locais como, Teatro Galpão, Parque da Cidade, Bosque da Princesa, CEU das Artes e praça Monsenhor Marcondes. Ao todo são 21 espetáculos gratuitos para públicos de todas as idades. As narrativas passam pela comédia, pelo drama e pelas novas linguagens cênicas, que arrancam aplausos da plateia e também trazem reflexão.

E este é o papel das intervenções artísticas: intervir de alguma forma, influenciar e fazer pensar.

O Feste é lugar de “Pedro Malasartes”, de “O Maior Menor Espetáculo da Terra”, de “Super Tosco” e de “Urubus no Ar”… O Festival é lugar de teatro, de dança, de lirismo, de poesia, de debate de ideias, de atores, de atrizes, de diretores e de uma organização que não se cansa, buscando levar o melhor para o público, para os espectadores. O Feste é feito por pessoas e para pessoas.

banner_acessoainformacoes
banner_portaldatransparencia
banner-prefeitura
banner-fundacao
banner-anuncie-aqui
banner-facebook
Desenvolvido por CMC Multimídia
Font Resize
Modo Contraste