Especial Educação: Pinda tem mais uma escola com “cara de escola”

Neste mês foi a vez da Escola Municipal Gilda Piorini Molica participar do projeto “Mudando a cara da escola” – iniciativa em que as crianças, funcionários e professores da unidade decidem como será pintado o muro da unidade – e a própria comunidade escolar realiza a pintura.
A atividade reforça o vínculo “Comunidade-Escola” e estimula a noção de pertencimento dos alunos, além de promover a integração e incentivar a criatividade dos participantes.
“Participar de uma ação como esta me enche de orgulho. Tenho certeza que estou contribuindo, mesmo que de forma simples, para a qualidade da educação da minha neta”, disse Arlete Nascimento – avó da pequena Alice, aluna do Pré II.

“A maior importância deste projeto é a valorização do espaço escolar. É a comunidade perceber o local como ‘meu espaço’ e cuidar dele. Aliás, gostaria de parabenizar e de agradecer aos pais pela grande adesão e pelo envolvimento em um momento tão rico para nós!”
Maria Helena Resende – professora corresponsável pela escola

Para Carlos, que é voluntário nas escolas municipais e que já realiza diversos serviços, esse gesto é mínimo se comparado ao retorno de uma boa educação. “Eu sou aposentado e prefiro estar aqui, contribuindo para a melhoria da educação do que estar em casa sem fazer nada ou apenas apontando falhas alheias. Se queremos melhorar a educação, devemos participar, incentivar e colaborar. Tenho dois filhos em escola pública e sei que o que eu faço é pouco diante do cuidado que a escola tem com eles”, afirmou Carlos.

“Nada mais gratificante do que ver a escola com ‘cara de escola’. Um ambiente agradável, acolhedor e feliz, em que as crianças da nossa cidade se sintam bem e estejam seguras para aprender e se desenvolver, como defende nosso prefeito.”
Professor Júlio Valle – Secretário de Educação e Cultura

Sobre o projeto

Todas as unidades escolares municipais de Pinda passaram (algumas ainda estão passando) por manutenções em sua infraestrutura. Realizadas pela prefeitura, as benfeitorias envolveram serviços de elétrica, hidráulica, alvenaria, pintura e telhado. Após essas melhorias, as escolas se aderem ao projeto “Mudando a cara da escola”.
O primeiro local a receber a ação foi a Escola Municipal Rachel de Aguiar, no Vale das Acácias, em Moreira César; depois, foi a vez da escola Professora Ruth Azevedo Romeiro, do Delta.

 

Fotos: Jucélia Batista

 

  • Alunos avaliaram a experiência como enriquecedora
  • O apoio dos pais é fundamental: Roberta explica ao filho Bento sobre a mistura das cores
  • Alunos, pais e educadores deixam suas marcas na pintura do muro da escola
  • Voluntário se diz muito feliz realizando ações em prol da comunidade escolar
  • Para Arlete, avó da pequena Alice, a qualidade da educação também depende do envolvimento das famílias
  • Os desenhos foram feitos pelos alunos dentro da sala de aula e a pintura no muro foi um trabalho conjunto dos pais e das crianças
Desenvolvido por CMC Multimídia
Tamanho da fonte
Modo Contraste