Estado intensifica vacinação de adolescentes

A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo promove, nesta semana, uma intensificação da vacinação, com ênfase em adolescentes e pré-adolescentes, para imunizá-los contra o HPV (papilomavírus humano), Hepatite B doença meningocócica C.
O público jovem foi definido como alvo principal por abranger a fase de proximidade e/ou início da vida sexual e, consequentemente, de maior vulnerabilidade às DSTs (Doenças Sexualmente Transmissíveis), como o HPV e a Hepatite B. A intensificação ocorre até sexta-feira (28), das 8h às 17h, nos postos de saúde.
A vacinação contra o HPV está disponível para meninas na faixa etária entre 9 e 14 anos e para meninos de 11 a 14 anos. Entre o público feminino, a imunização auxilia na prevenção contra o câncer de colo de útero e vulva. Para meninos, a proteção é contra o câncer de pênis e ânus. A vacina previne ainda contra o câncer de boca, orofaringe e verrugas genitais para ambos os sexos. O esquema vacinal compreende duas doses, com intervalo de seis meses para a segunda, para ambos os sexos.
Neste ano, a vacina contra a doença meningocócica C também foi inclusa no calendário de vacinação, pelo Programa Nacional de Imunização (PNI), que definiu como público-alvo meninos e meninas de 12 e 13 anos. Atualmente, a cobertura vacinal é de 32%. A dose é única.
A Hepatite B, também prevista na intensificação contempla não somente adolescentes, mas todas as faixas etárias – desde menores de um ano até adultos acima dos 50 anos. O esquema vacinal é de três doses, com intervalo de um mês entre a primeira e a segunda; a terceira deve ser aplicada após seis meses em relação à dose inicial.

  • O público jovem foi definido como alvo principal por abranger a fase de proximidade ou início da vida sexual
banner_acessoainformacoes
banner_portaldatransparencia
banner-prefeitura
banner-fundacao
banner-anuncie-aqui
banner-facebook
Desenvolvido por CMC Multimídia
Font Resize
Modo Contraste