Vanguarda Literária : Estilos Saudáveis de Vida – Algumas reflexões

Na juventude, como em outras fases do ciclo vital, o comportamento e os estilos saudáveis de vida resultam de um complexo processo de interação entre o indivíduo e o meio.
Nos tempos hodiernos, a juventude vê-se, não só, frente às mudanças que acompanham o desenvolvimento psicobiológico, mas, também às transformações sem precedentes na história provocadas pelo intenso impacto das explosões populacionais, dos conhecimentos, da tecnologia que avança a passos largos, das comunicações e das aspirações humanas.
Essa rápida mudança social associada à complexidade das mudanças biológicas da puberdade e à variabilidade ainda maior dos fatores culturais na juventude representam pontos importantes a serem considerados no entendimento da questão dos estilos saudáveis de vida dos nossos jovens. Portanto, os determinantes dos níveis de saúde, bem-estar e desenvolvimento dos jovens são variados e se encontram interrelacionados.
Temos conhecimento de que há diferentes graus de probabilidades de desvio de saúde (riscos) e bem-estar (promoção) que necessitam de um esforço participativo de setores, disciplinas e profissões, uma vez que as noções de vulnerabilidade e de fator de risco têm pontos em comum. Se o jovem, a sua família e o seu grupo de iguais encontram-se expostos a um ou a vários fatores de risco, o controle destes constitui um passo importante na consecução de estilos saudáveis de vida, na medida em que se intenta diminuir a probabilidade do dano (prevenção primária), ou quando se reforçam os fatores protetores, significando isso, um trabalho, através da prevenção primordial, que visa o desenvolvimento harmônico do indivíduo.
Ao se aplicar o enfoque de prevenção primordial em saúde, com estímulo às possibilidades e potencialidades do jovem que “está-aí-no mundo”, segundo a concepção fenomenológico-existencialista, num processo de intersubjetividade, caminha-se rumo à adoção dos estilos saudáveis de vida, os quais dependerão de ações eficazes empreendidas em diversos níveis.
A nível individual faz-se mister desenvolver-se, no jovem , a consciência de que aquilo que ele é, a sua autoestima, as suas experiências, os seus valores, podem ser transmitidos ao seu semelhante. Nesse sentido, assumem papel de capital importância os Grupos Educativos, que, além de proporcionarem um “locus” para discussão no seio da juventude, representam o momento de integração, orientação, e troca de experiências, com base no vivenciado no mundo em que se encontram.
A nível da família, entendida esta como unidade social básica necessária para o desenvolvimento pleno do indivíduo, onde se constróem espaços valiosos que darão ensejo às profícuas experiências emocionais, é aconselhável o trabalho das instituições, com Grupos de Pais, com a finalidade de promover discussões e reflexões sobre os seus filhos jovens, para melhor entendimento dessa fase da vida (juventude) e propiciar a compreensão acerca das atitudes que caracterizam esse momento evolutivo.
No campo comunitário é que se encontram as grandes oportunidades, um enorme potencial para criar e adequar recursos não só para a promoção e proteção da saúde dos jovens, como para incentivar a prática dos estilos saudáveis de vida, onde se mobiliza todo potencial criativo deles, o interesse por algo que lhes fale à alma e resgata-lhes a cidadania na medida em que eles, na construção da sua identidade, no seu processo de historicidade, transformam-se em sujeitos da Grande História do nosso país.
As ações encetadas com a finalidade de apoiar as iniciativas dos jovens nas várias áreas: Educação,Trabalho, Esporte-Lazer-Criatividade, representam, na nossa modesta ótica, a grande estratégia para a melhoria dos estilos de vida na nossa juventude.
Dessa maneira, na Educação, o estímulo às atividades em conjunto com a Escola, envolvendo pais e alunos, promovendo o exercício de atividades extracurriculares como: criação de espaços culturais, palestras, cursos, concursos de poesias, é extremamente engrandecedor e salutar. A nossa disciplina, ‘Adolescência’, na Faculdade de Medicina na Universidade de Taubaté, no Vale do Paraíba Paulista tem uma experiência gratificante nesse campo, num trabalho de parceria: Projeto Universidade – Escola, desenvolvido nas Escolas Estaduais, em que se estimula a criatividade literária dos jovens com resultados positivos, mostrando, por conseguinte , uma integração interdisciplinar na nossa região.
No campo do trabalho, não obstante a crise econômica do país, é importante não só a capacitação e treinamento da população juvenil, mas, a instituição de campanhas em prol da criação de mais fontes de trabalho em benefício da juventude, lutando contra o desemprego e defendendo o acesso ao trabalho digno. Assim, acreditamos ser louvável a criação de Bolsas de Trabalho Juvenil, empregando jovens e sensibilizando o empresariado num trabalho de integração e corresponsabilidade.
O Incentivo ao Esporte – Lazer – Criatividade, com ênfase no aspecto educativo – formativo, num trabalho intersetorial com a Educação é algo que não pode ser olvidado. Nessa tríplice atividade, num constante labor de formação, estimulando grupos de artes cênicas, dança, prestação de serviços à comunidade (oficinas), práticas esportivas orientadas, concedendo oportunidades, desabrocharão as potencialidades dos jovens, conscientizando-os quanto a utilização do tempo livre, e mais do que isso: lapidando-lhes o caráter, dos futuros dirigentes da nação.
Promover estilos saudáveis de vida para a juventude significa, em última análise: educar, assistir e empreender ações, não só a nível governamental, mas, em especial, utilizando recursos da própria comunidade, e da sociedade em geral.

banner_acessoainformacoes
banner_portaldatransparencia
banner-prefeitura
banner-fundacao
banner-anuncie-aqui
banner-facebook
Desenvolvido por CMC Multimídia