Igreja Batista promove ações de acolhimento e inclusão social

Instituição religiosa reformou seu ambiente infantil e realizou “Workshop de Libras”

Desde janeiro, a Primeira Igreja Evangélica Batista em Pindamonhangaba (Pieb Pinda), através do Ministério Infantil, tem promovido feitos para melhorar o acolhimento de crianças. Além disso, visando capacitar pessoas para a inclusão dos surdos através da Língua Brasileira de Sinais (Libras), a organização cristã efetuou uma oficina na manhã do último sábado (2).
Com a ajuda de voluntários, as ações de manutenções e pinturas nas salas de aulas visam tornar os ambientes mais acolhedores à criançada e a quem queira visitar a Igreja Batista, aberta ao público e também pronta para receber crianças de zero a 12 anos de idade. Sendo que, o Ministério Infantil tem auxiliado em iniciativas como classes da Escola Bíblica Dominical, cultos infantis nas noites de domingo e evangelismos mensais na comunidade Cruz Pequena, entre outras atividades.
O “Workshop de Libras” contou com celebração, café, palestra sobre inclusão, momentos de comunhão e interação entre surdos e ouvintes, aprendizados e atividades específicas. A professora e mestranda na área Viviane Galvão foi a coordenadora do evento e, através da Língua Brasileira de Sinais (Libras), abordou assuntos pertinentes à inclusão social e comunicação com os surdos. Desde agosto de 2017, uma classe de ensino de Libras está funcionando na Igreja Batista nos fins de semana, com aulas teóricas e práticas.

  • Salas destinadas às crianças receberam reparos e nova pintura
  • Oficina introduziu Língua Brasileira de Sinais para participantes
Desenvolvido por CMC Multimídia
Tamanho da fonte
Modo Contraste