Lembranças Literárias : Ora a vida

Tudo ilude na vida… tudo passa…
Tudo nela é de breve duração;
tanto foge o prazer como a desgraça,
porque a vida, afinal, é uma ilusão.

Se o destino implacável nos ameaça,
se a desdita nos fere o coração,
seja a nossa vontade uma couraça
contra os golpes iníquos que nos dão.

Disfarcemos a mágoa, disfarcemos,
hão de vir outros dias, procuremos
erigir de esperanças um altar.

Essa fase trevosa de amargura,
como um sonho de amor, como a ventura,
há de passar em breve… há de passar…

Lauro Silva, Tribuna do Norte, 11 de junho de 1927

Desenvolvido por CMC Multimídia
Tamanho da fonte
Modo Contraste