Período chuvoso pede mais atenção à manutenção de linha férrea

Trilhos da MRS acumulam detritos e lixo levados pelas chuvas em Pinda

Colaborou com o texto: Dayane Gomes
***
O clima tropical é conhecido pelas altas temperaturas e pela umidade que circundam o verão. A estação costuma ter pancadas de chuvas e crescimento de matagais. Tal circunstância, associada ao descarte incorreto de materiais, causa o acúmulo de lixo e sujeiras nos trilhos de trens e aumenta as chances de acidentes e alagamentos na região. Nas redondezas de Pindamonhangaba, a concessionária Malha Regional Sudeste da Rede Ferroviária percebeu a elevação de resíduos no caminho que corta a cidade.
De acordo com a MRS Logística, em 2018, houve o recolhimento de 9,8 mil m³ de lixo ao longo da malha, o equivalente a quatro piscinas olímpicas cheias de resíduos além de mais de 7,8 mil toneladas na região metropolitana do RJ. A situação estimula a proliferação de pragas, como insetos e ratos, e dos criadouros do mosquito Aedes aegypti, causador da dengue e outras doenças.
A limpeza dos arredores dos trilhos deve ter a ajuda dos moradores para conforto e segurança dos próprios. “Antes de tudo, é preciso lembrar que a operação ferroviária não gera lixo e, nesse período, é ainda mais importante mantermos a faixa de domínio limpa. Para atingirmos esse objetivo, fazemos a nossa parte, mas, sobretudo, precisamos do apoio de uma pequena parte da população que ainda insiste em descartar lixo de forma irregular na ferrovia”, ressalta Felipe Marinho, gerente de Faixa de Domínio e Interferências da MRS.
Não é somente a infraestrutura e a saúde pública que podem ser prejudicadas. Os turistas, desacostumados com a passagem de trens, estão mais passíveis a incidentes. “Além disso, vale lembrar que, como ainda estamos em uma época de férias escolares e viagens, muitos motoristas que não possuem o convívio com a ferrovia transpõem as nossas linhas. Por ser um período de chuvas intensas, é preciso redobrar a atenção para os sinais sonoros e luminosos, seja das passagens em nível e/ou das locomotivas”, acrescenta Marinho.

  • Acúmulo de resíduos aumenta chances de alagamento, proliferação de pragas e acidentes nas ferrovias
Desenvolvido por CMC Multimídia
Tamanho da fonte
Modo Contraste