Pindense sagra-se bicampeão brasileiro de luta livre esportiva

Colaborou com o texto:
Dayane Gomes

Desde o começo de 2018, Leandro Carvalho está aumentando a coleção de conquistas no ramo em que escolheu se dedicar como atleta e professor. Em janeiro, ele venceu a “Copa Rio Grappling” e, em seguida, foi vice-campeão sul-americano e vice-campeão carioca, representando a “Escola de Artes Marciais de Pindamonhangaba”. Mais recentemente, no dia 6 de maio, Leandro Buda se firmou no primeiro lugar do pódio do “Campeonato Brasileiro de Luta Livre Esportiva de 2018”, em Manaus.
A competição é considerada a mais difícil do País e uma das mais concorridas do mundo, uma vez que reúne os principais competidores do esporte criado no Brasil. Neste ano, 800 atletas participaram em diversas categorias do evento realizado na Arena Amadeu Teixeira, na zona centro-sul da capital do Amazonas. Sendo que, os lutadores manauaras, juntamente com os do Rio de Janeiro, são considerados os adversários mais fortes e íntimos da mistura das técnicas da luta olímpica estilo greco-romano e estilo livre com as técnicas do judô.
A disputa do último domingo (6) foi chancelada pela Confederação Brasileira de Luta Livre Esportiva (CBLLE) e realizada pela Federação Amazonense de Submission (Fasub). Posto que, Pindamonhangaba teve seu campeão na categoria sênior 1. “Trazer este título para minha equipe e minha cidade é muito importante para minha carreira como atleta”, considerou Buda.
Após enfrentar dois atletas favoritos a ganhar o torneio, o pindense saiu vitorioso das consecutivas lutas acirradas e adquiriu sua segunda conquista do “Campeonato Brasileiro de Luta Livre Esportiva”. Ele já havia ganhado a competição em 2017, no Rio de Janeiro.
Aliás, o bicampeonato tem um valor especial para Leandro Buda, pois o professor vem se recuperando de uma fratura na costela e já pensa nos desdobramentos futuros de sua vida esportiva. “Este é o meu principal título até o momento. Agora, vou atrás do Mundial porque quero ser o melhor do mundo em minha categoria”, apontou sobre o evento que acontecerá em julho, novamente em Manaus.
“Eu agradeço a todos os meus patrocinadores, que ajudaram a custear minha viagem e minhas despesas. E quero agradecer também meus alunos, minha família e meu mestre Alexandre Pequeno Nogueira, líder da ‘Equipe Guilhotina Fight Team’”, finalizou o bicampeão nacional de luta livre esportiva.

  • O atleta conquistou o primeiro lugar no pódio da categoria Sênior 1
Desenvolvido por CMC Multimídia
Tamanho da fonte
Modo Contraste