Editorial : Transformando vidas

A frase é pública e notória, mas nem por isso, menos verdadeira: a arte é capaz de transformar vidas!

Por meio dos projetos socioculturais, como o “Reinvente” e o “Arte Encanto”, por exemplo, que proporcionam, por meio do aprendizado e da comercialização da arte, um caminho para a independência financeira. Aplausos para o Fundo Social de Solidariedade de Pindamonhangaba por essas iniciativas.

A arte também pode transformar, por meio da geração de empregos técnicos, como iluminação e sonorização, ou ainda, pela inspiração de bailarinos, escritores, cantores, atores e tantos outros artistas que, com suas obras, fazem da vida das pessoas mais coloridas e leves, levando a magia para perto de cada um.

E é aí que entra o Teatro. Pindamonhangaba está recebendo, até o fim desta semana, a 40ª edição do Feste (Festival Nacional de Teatro), que reúne artistas de vários pontos do País para transformar dias e vidas de outros artistas por meio da troca de experiências, e do público da cidade e da região, que é levado a pensar, após cada espetáculo. Especialmente, nesta 40ª edição – deste que é o Festival de Teatro mais longevo e tradicional da nossa região – , o ponto alto das peças é a crítica e o despertar do público como ser questionador e, assim, agente de transformação da sociedade.

Intervenções, comédias, tragédias, dramas, o encanto dos espetáculos infantis… Sorte de Pindamonhangaba por ter o “Feste” uma vez por ano, e tantas outras iniciativas artísticas ao longo do ano.

A arte transforma tudo o que toca… Especialmente, o coração de todos que podem experimentá-la de alguma forma. E todas as formas de arte são bem-vindas!

Desenvolvido por CMC Multimídia
Tamanho da fonte
Modo Contraste