Vale do Paraíba recebe Festival de Arte “Tributo a Elpídio dos Santos”

Nos dois últimos fins de semana do mês de março, quatro cidades do Vale do Paraíba (Cunha, Santo Antônio do Pinhal, São Luiz do Paraitinga e Taubaté) serão agitadas pelo 2º Festival em homenagem a Elpídio dos Santos, que terá mais de 40 horas de atividades distribuídas nos dias 24, 25, 31 de março e 1º de abril. Todas elas serão gratuitas, para dar acesso a todos os públicos, e apresentarão os vários segmentos culturais com os quais o compositor Elpídio dos Santos era comprometido e grande incentivador.
Elpídio ficou muito conhecido como o principal compositor das trilhas dos filmes de Amacio Mazzaropi, entretanto, sua atuação cultural era muito mais abrangente. Ele era um agitador cultural que transitava em múltiplas linguagens artísticas e seu talento extrapolava a fronteira de São Luiz, como mostra sua obra que tornou-se importante nacional e internacionalmente. Baseada nessa característica multicultural, a segunda edição do festival foi concebida e produzida para mostrar às novas gerações a riqueza do acervo artístico e cultural da região, e sua programação diversificada fomentará tudo que Elpídio defendia e representava.
“Já tinha proximidade com a obra do artista e com a família quando conheci este festival e fiquei encantada, desde então desejei dar continuidade a esta bela homenagem a um dos principais compositores do Brasil“, relata Ivete Nenflidio, diretora de produção da In Totum, que assumiu o desafio de colocar em pé a segunda edição do Festival.
A segunda edição do Festival conta com a participação de Renato Teixeira, tão articulador quanto Elpídio, e também envolvido com múltiplas linguagens na esfera cultural brasileira. O cantor e compositor foi convidado a participar por sua importância na cultura regional e também por ser referência quando o assunto é a música do campo e do interior do país.
Entre os artistas e grupos que participarão dessa edição estão danças folclóricas com os grupos Jongo Crioulo Taubaté e Maracatu Baque do Vale, Benito Campos com a oficina de construção de cabeças gigantes de papel machê, Flavio Itajubá realizará oficinas de construção de instrumentos musicais com material reciclável e Moreno Overá trabalha o folclore regional usando seu talento para “contação” de causos, além é claro, de muita música com Renato Teixeira, Grupo Paranga, Coletivo Música Taubateana e Chico Teixeira.
O projeto, idealizado pela In Totum Cultura Criativa, tem apoio do Governo do Estado de São Paulo, Secretaria da Cultura e ProAC Editais, a produção artística é da Carretel Arte e Música e a direção musical fica sob o comando de Negão dos Santos, filho de Elpídio, e João Oliveira.
A programação começa no dia 24 de março, em Cunha, na Praça da Matriz. No dia 25, Santo Antônio do Pinhal recebe o festival, na Praça do Artesão.
As atrações seguem no dia 30 de março, em São Luiz do Paraitinga, no Coreto Elpídio dos Santos e o encerramento será no dia 1º de abril, no Teatro Metrópole, em Taubaté. O show de encerramento terá entrada franca, com retirada de senha uma hora e meia antes do inicio do espetáculo.

  • Renato Teixeira – tão articulador quanto Elpídio - é um dos artistas confirmados
Desenvolvido por CMC Multimídia
Tamanho da fonte
Modo Contraste