Vigilância Epidemiológica faz alerta sobre a febre maculosa

Colaborou com o texto: Bruna Silva
***
A Vigilância Epidemiológica da Prefeitura emitiu alerta nesta semana sobre a febre maculosa. Devido ao período de falta de chuvas, torna-se ambiente propício para a proliferação de “carrapatos estrela”.
Com o período de estiagem (que vai de julho a novembro), a proliferação de carrapatos, em especial da espécie “estrela”, em áreas com a presença de capivaras, cavalos, bois e vacas pode ter um significativo aumento.
Não há dados científicos que atestam a efetividade na aplicação de acaricida e outros produtos que possam controlar a população do carrapato, podendo ainda trazer efeitos danosos à cadeia animal. A melhor prevenção é evitar locais que proporcionam condições favoráveis à proliferação deste vetor, como pastos, vegetação, principalmente quando há presença do hospedeiro primário (animais de grande porte).
O diretor da Vigilância Epidemiológica, Rafael Lamana, afirma que por esta razão é importante manter limpos imóveis e animais de pequeno e grande porte, e quando estiver em locais que tenha a presença de carrapato, que esteja com calçado, roupas longas e de cores clara para fácil identificação da presença do vetor.
É importante se manter atento e se atentar para os sintomas da febre maculosa que são: febre, dor de cabeça, fraqueza muscular, entre outros. Em caso de necessidade, procurar uma unidade saúde mais próxima e relatar ao médico sobre os sintomas e locais visitados.

Desenvolvido por CMC Multimídia
Tamanho da fonte
Modo Contraste