“Cultura negra”: museu recebe exposição fotográfica sobre tradição e devoção

Com a casa lotada, o fotógrafo e doutorando em Ciência da Religião, Marco Antonio Sá, falou ao público sobre a exposição “Negra Devoção” – que reconta a participação da cosmologia Bantu (povo africano) nas tradicionais festas de Nossa Senhora do Rosário e de São Benedito. A mostra está no Museu Histórico Dom Pedro I e Dona Leopoldina de Pindamonhangaba, onde também aconteceu a palestra de Marco Antônio, na noite da quarta-feira (10).
Por iniciativa da Secretaria de Cultura em parceria com a Estação Casa Amarela (de Caçapava), a exposição, que compreende 30 fotos de diversos tamanhos, tem curadoria e produção do próprio Marco Antônio – que atua como fotógrafo há cerca de 30 anos, dedicando parte de sua carreira à pesquisa e à documentação dos variados aspectos do patrimônio material e imaterial brasileiro, com ênfase na religiosidade e nas festas populares.
Para a estudante Rafaela Oliveira, que também é fotógrafa, o evento “foi muito válido e acrescentou ao seu conhecimento sobre a história da fotografia, sobretudo, de cunho religioso. Tudo o que for relacionado ao universo da fotografia, quando posso, eu participo”, comentou.
A mostra retrata a devoção, a tradição de festas religiosas e a ancestralidade negra por meio de registros fotográficos de tamborzeiros, de congadas e de pessoas.
A exposição ficará no museu – situado a rua Marechal Deodoro da Fonseca, 260, centro – até o dia 9 de junho, de segunda-feira a sábado, das 9 às 17 horas.

  • Grande público prestigiou a palestra do fotógrafo e pesquisador Marco Antonio Sá
Desenvolvido por CMC Multimídia
Tamanho da fonte
Modo Contraste