Diretores e supervisores de ensino têm aumento no salário

No domingo (11), o governo do Estado de São Paulo anunciou o reajuste em 7% do piso salarial dos diretores e supervisores ativos do quadro de magistério da rede estadual de ensino. O projeto de lei será encaminhado à Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) para aprovação e aplica-se também para os aposentados.
O reajuste será retroativo a 1º de fevereiro. Com a medida, o salário base de diretores e supervisores que atuam nas mais de cinco mil escolas da rede estadual de ensino passará a ser 7% superior.
O salário-base dos professores em São Paulo é acrescido de benefícios, de acordo com as faixas e níveis da carreira, quinquênio, além de bônus por merecimento, pago anualmente de acordo com avanço do ensino nas escolas estaduais. Além do aumento do salário, o governador Geraldo Alckmin assinou um decreto que acresce em 50% o valor do auxílio alimentação dos servidores públicos que ganham até R$ 3.777,90. Com o aumento, o benefício passa de R$ 8 para R$ 12.

  • O reajuste será retroativo ao dia 1º de fevereiro deste ano
Desenvolvido por CMC Multimídia
Tamanho da fonte
Modo Contraste