‘Guga’ pede dispensa; Dunga chama Walace

O volante de Pindamonhangaba Luiz Gustavo (Guga) pediu dispensa da Seleção Brasileira, na manhã dessa quinta-feira (2), por problemas pessoais. Em seu lugar, o técnico Dunga convocou o volante Walace, do Grêmio, jogador que tem idade olímpica, e vem atuando muito bem desde o início do ano pelo clube gaúcho.

A CBF – Confederação Brasileira de Futebol – informou que Luiz Gustavo já havia relatado à comissão técnica, ainda no Brasil, antes de viajar aos Estados Unidos, a existência de um problema pessoal, e que agora isso exige sua presença perto da família.
Por conta desta situação, o volante já havia ficado fora da última rodada do Campeonato Alemão e de uma viagem de pós-temporada do Wolfsburg à China.

Como, a princípio, mudanças na Seleção precisam ser justificadas à Conmebol – Confederação Sul-americana de Futebol – como problemas médicos, o coordenador Gilmar Rinaldi teve de conversar com a instituição para conseguir a liberação da troca por Walace.

Em comunicado divulgado pela assessoria de imprensa, Luiz Gustavo se justificou. “Infelizmente, é um problema familiar que venho enfrentando já há algum tempo. Foi uma decisão muito difícil de tomar, mas, quando o assunto é família, não existe outra prioridade. Agradeço de verdade a todos os integrantes da comissão técnica, aos meus companheiros e outros profissionais da delegação por toda a compreensão e pelo apoio. Todos já estavam cientes dessa situação e estiveram do meu lado desde o início, para o que eu precisasse. É e sempre será um prazer imensurável vestir essa camisa e honrar o meu país, mas, desta vez, tive que abrir mão da Seleção em prol da minha família. Estarei na torcida pelos meus companheiros para que façam uma excelente competição”.

Em nota, a CBF manifestou apoio ao atleta. “A comissão técnica e os jogadores estão solidários com o companheiro, todos desejando que o problema seja resolvido o mais rapidamente possível”.
O jogador do Wolfsburg publicou em seu Twitter, na noite anterior ao corte, uma frase atribuída ao físico Albert Einstein: “O mundo é um lugar perigoso de se viver, não por causa daqueles que fazem o mal, mas sim por causa daqueles que observam e deixam o mal acontecer”.

Luiz Gustavo foi o sexto corte da Seleção Brasileira antes da Copa América. Anteriormente, Dunga havia perdido Ricardo Oliveira, Douglas Costa, Rafinha, Ederson e Kaká. O zagueiro Miranda, que deixou o treino de quarta-feira (1º/6) com dores na perna, fará exame de imagem em Los Angeles e também corre risco de ter que deixar o grupo.

É a segunda Copa América consecutiva em que Luiz Gustavo é cortado. No ano passado, ele chegou à Granja Comary lesionado e acabou substituído por Fred, do Shakhtar Donetsk.

Dessa vez, Dunga recorre a Walace, do Grêmio, que será o sexto atleta do grupo com idade para disputar a Olimpíada, em agosto. Ele se junta a Fabinho, Marquinhos, Rodrigo Caio, Douglas Santos e Gabriel.

Atleta seria reserva de Casemiro

No treino realizado na última quarta-feira (1º/6), no StubHub Center, Dunga tirou Luiz Gustavo do time titular e testou a formação com Casemiro – campeão da Champions League pelo Real Madrid. L Gustavo deveria ser o primeiro reserva para a vaga na estreia contra o Equador, sábado (25), às 23 horas (horário de Brasília).

  • É a segunda Copa América consecutiva em que Luiz Gustavo é cortado
Desenvolvido por CMC Multimídia
Tamanho da fonte
Modo Contraste